Feeds:
Posts
Comentários

Elano e Maicon "abrem" o placar para o Brasil

Assim como acontece há 32 anos, o Brasil novamente estréia em Copas do Mundo com vitória. E, exatamente como na maioria destas vezes, um triunfo que deixa a desejar, principalmente pelo abismo técnico para os norte-coreanos. Com gols anotados na segunda etapa por Maicon e Elano, a Seleção Canarinho derrotou o adversário por 2 a 1, no Estádio Ellis Park, em Johanesburgo.

O Brasil entrou em campo com os 11 homens de confiança de Dunga: Júlio Cesar, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos, Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Kaká, Robinho e Luís Fabiano. Os primeiros minutos da estréia foram de pressão e dois chutes a gol, mas depois dos 10 minutos, a Seleção puxou o freio de mão e desacelerou o ritmo da partida, fazendo com que os norte-coreanos até buscassem investidas contra a defesa brasileira. O principal jogador que deveria cadenciar o desenvolvimento das jogadas está nitidamente sem ritmo de jogo: Kaká. Quando recebia em progressão, buscava o passe de primeira para o companheiro que nunca estava no destino de suas assistências. O placar ficou no 0 a 0, para felicidade do pessoal de olhos puxados.

Elano comemora segundo gol canarinho

Na volta para o segundo tempo, o time continuava com a mesma cadência, rondando a área inimiga e arriscando chutes de média e longa distância. Porém, após invertida de bola da esquerda para a direita de ataque, Elano recebeu a bola e esperou a passagem em alta velocidade de Maicon. Este recebeu passe preciso já próximo à linha de fundo e bateu direto no gol, enquanto que o arqueiro esperava o cruzamento. Resultado: bola entre o goleiro e a trave e o primeiro gol brasileiro na Copa do Mundo de 2010. O gol fez a Seleção jogar com maior desenvoltura e velocidade, proporcionando mais chances de gol, ainda assim com arremates de fora da área. Aos 26 minutos, Robinho puxou contra-ataque e percebeu a entrada de Elano por trás de defesa. O atacante lançou a redonda rasteira no pé do meio-campo que de chapa chutou cruzado para ampliar o placar.

Com a vantagem, Dunga fez as trocas na equipe, tirando Elano e colocando Daniel Alves, Felipe Melo por Ramires, e promoveu a entrada de Nilmar no lugar do cansado Kaká. As mexidas não deram a ofensividade esperada. Robinho recuou para ser o meia de ligação. Assim o ritmo caiu e os adversários conseguiram descontar já no fim, aos 43 minutos. Uma falta cobrada da intermediária encontrou o atacante às costas de Maicon, ele escorou para a entrada na corrida de Ji Yun Nam, que passou por Lúcio e chutou firme para vencer Júlio Cesar. Por essa nem o ditador norte-coreano esperava.

Fim de jogo com vitória brasileira, porém, os próximos adversários serão mais complicados. Costa do Marfim e Portugal, que, respectivamente serão os próximos desafiantes do Brasil, empataram sem gols. Cristiano Ronaldo foi muito marcado pelos marfinenses, ainda assim acertou uma bola na trave, depois de jogada individual, no melhor lance da partida.

Muitos queriam estar de laranja neste lance

O Brasil volta a campo neste domingo, dia 20, às 15h30, desta vez no estádio Soccer City, em Johanesburgo, contra a Seleção dos “Elefantes” pelo Grupo G da Copa do Mundo. Deixem suas críticas e sugestões, comentem aí!

Anúncios

Neste sábado, mais seis seleções entraram em campo para fazer a sua estréia na Copa do Mundo 2010. Ao todo, três jogos foram disputados e apenas uma certeza: a zebra ainda não passeou nos safáris africanos. Além disso, algumas expectativas foram confirmadas.

Park Ji-Sung

A primeira partida foi entre a Coreia do Sul e a Grécia. Há tempos os coreanos deixaram aquele futebol de pura correria para aliar à velocidade de seu futebol a técnica e aplicação tática que precisavam, e que já haviam demonstrado em 2002, quando sediaram a Copa juntamente com o Japão. A Grécia, por sua vez, mostrou completo ostracismo e falta de criatividade de sua equipe, clamando por renovação e o esquecimento de antigos nomes do passado que ainda formam a base da equipe. Sob o comando do capitão Park Ji-Sung, os asiáticos não tomaram conhecimento da retranca europeia e aplicaram dois tentos à zero. Gols de Lee Jung-Soo e do atacante do Manchester United, Ji-Sung.

Maradona roubou a cena na beira do gramado do Estádio Ellis Park

As duas equipes serão adversárias da Argentina, que fez sua partida inicial na Copa contra os sempre competitivos nigerianos. As águias africanas mostraram ao longo da disputa que tem um bom time, mas a defesa é frágil. Já a seleção de Maradona, que roubou a cena na beira do campo, marcou o gol da vitória em uma cabeçada certeira do zagueiro Heinze no ângulo, logo no princípio. Messi participou da maioria das investidas ofensivas e carimbou grande parte das conclusões do time. Se não fosse a atuação do goleiro Enyeama, escolhido pela FIFA o melhor da partida, os argentinos poderiam ter saído com um placar mais seguro. Dessa forma, o Grupo B da Copa mostra que o caminho para os hermanos se classificarem está razoavelmente tranquilo.

Essa Jabulani é uma "traidora"

No duelo inicial do Grupo C, Inglaterra e Estados Unidos fizeram um jogo equilibrado. Os jogadores mostraram disposição durante os 90 minutos, mas pouca inspiração. Rooney apareceu pouco e os ingleses só não garantiram a vitória porque o goleiro Green engoliu um frango. Gerrard abriu o placar e Dempsey contou com a “ajuda” da Jabulani para empatar.

Neste domingo, completam a primeira rodada do Grupo C a Argélia que enfrenta a Seleção da Eslovênia. Os outros dois jogos são pelo Grupo D. A sempre favorita Alemanha estréia contra a Austrália, além do confronto entre a Sérvia (antiga Sérvia e Montenegro e, antes disso, Iugoslávia) e a boa equipe de Gana.

A bola começou a rolar na África Do Sul. Muita festa na cerimônia de abertura na quinta-feira, mas o que interessa é o que acontece dentro das quatro linhas. E, finalmente isso aconteceu pelas bandas de Mandela.

A anfitriã fez a partida de estréia contra os mexicanos em Johanesburgo, no estádio Soccer City. Uma partida movimentada e de boas chances para ambas as equipes. O fato dos sul-africanos estarem vencendo até os minutos finais da partida mostra a evolução do futebol em todo o mundo. Se os americanos esperavam encontrar uma seleção inferior na disputa, viu um adversário motivado em mostrar todo seu potencial, embalado pela felicidade velada por anos de Apartheid.

Os Bafana-Bafana abriram o marcador no início da segunda etapa, após belo lançamento, o meio-campo Tshabalala ganhou na corrida da defesa adversária e acertou um canhotaço de rara precisão no ângulo, para explosão dos africanos. Porém, aos 34 da etapa final, Rafa Márquez recebeu a bola após rebote de uma bola parada e decretou a igualdade em um gol.

A segunda partida válida pelo Grupo A reuniu dois campeões mundiais, no estádio Green Point, na Cidade do Cabo. Dessa forma, o confronto entre Uruguai e França era muito esperado. As equipes durante todo o primeiro tempo mostraram um futebol mais preocupado em manter a defesa e quebrar as jogadas do inimigo do que tentar o ataque. No segundo tempo, a França voltou mais agressiva e contou com a expulsão de Lodeiro faltando 10 minutos pro fim. Aí os europeus partiram pra cima no abafa, mas, nessas condições, os castelhanos estão mais do que acostumados a enfrentar a adversidade. O cadeado foi colocado na porteira platina e o placar não saiu do zero. Sem dúvidas foi um primeiro dia agitado, mas decepcionante pela segunda partida apresentada nesta Copa do Mundo.

Agora serão três jogos por dia, provavelmente os jogos deverão ser melhores, pois as possibilidades de superação são maiores. Neste sábado, dia 12, temos os jogos do Grupo B. As 8h30 têm o jogo entre Coréia do Sul e Grécia. Em seguida, jogam os comandados do polêmico Maradona, Argentina contra a Nigéria, às 11h.

Fecha o segundo dia da Copa, às 15h30 o enfrentamento colonizador e colônia entre Inglaterra e Estados Unidos, com Carlos Eugênio Simon no comando do apito, em partida que abre o Grupo C. Grande abraço a todos. Críticas sugestões e trocas de idéias é só deixar seu comentário abaixo. Rumo ao Hexa.

Depois de algum tempo sem escrever nenhum post novo, resolvi escrever este em homenagem a todas as pessoas que até hoje já acessaram esse pequeno, mas precioso espaço, que completou um ano no ar recentemente. Estamos a poucos dias do início da Copa do Mundo e alcançamos a incrível marca de 10 mil acessos.

Blatter com a taça Copa do Mundo Fifa (my precious)

Nunca pensaria que um blog poderia alcançar tamanha representatividade. Mas, como o slogan do blog diz: “Saiba tudo sobre o maior evento esportivo mundial”. E muita gente pode não ter encontrado tudo, mas o que acontece e aconteceu de mais relevante, pode ter certeza que já foi citado.

Dessa forma, aproveito para lembrar o post dos possíveis convocados da Seleção que projetei. A única bola fora ficou por conta do Adriano, sendo chamado Grafite em seu lugar. Aliás, o jogador parece estar totalmente fora de sintonia com o restante do grupo. Entrou no amistoso contra a Tanzânia, mas não mostrou nenhuma vontade para quem foi chamado às pressas para uma Copa do Mundo, o sonho de qualquer jogador de futebol.

Lúcio ergue a taça da Copa das Confederações

A Seleção Brasileira estréia há exatamente uma semana, terça-feira, dia 15, frente à Coreia do Norte, às 15h30, em Johannesburgo. Nada mais positivo para a primeira partida. Um adversário fraco, em um jogo reconhecidamente nervoso, o que pode facilitar as coisas para os comandados de Dunga.

A Costa do Marfim, nosso segundo adversário, estará sem o seu maior jogador, o centroavante Drogba, nas melhores condições. Já Portugal anunciou hoje oficialmente o corte do meia Nani, que certamente daria trabalho para nossa dupla de volantes, na partida que fecha a primeira fase. O Brasil deve passar sem maiores problemas. A partir daí é que a emoção aumentará.

A ansiedade é grande. Esse mundial desponta como sendo um dos mais equilibrados dos últimos tempos, e promete ser melhor tecnicamente do que em 2006, recheado de jogos empatados em 0 a 0 ou com placares mínimos, quando as vagas também eram decididas em sua maioria nas cobranças de penalidades.

A Laranja Mecânica é favorita para levar seu primeiro mundial

Arrisco afirmar que o título não escapará dessas Seleções: Brasil, Holanda, Espanha, Argentina e Alemanha. Agora é esperar para ver os confrontos na terra de Nelson Mandela, dos safaris e das ensurdecedoras vuvuzelas. Abraços e podem deixar quantos comentários quiserem, são sempre válidos.

Como todo menino da minha época, e também antes dela, um dos maiores passatempos que ainda resistem dentro do contexto de vida de uma criança, e depois pré-adolescente, é a coleção de álbum de figurinhas.

Dentre vários tipos de coleções, desde figuras de animais que vinham em chocolates, figuras de papel que apareciam (e grudavam) nos chicletes, e também em balas, as que ganhavam maior destaque sempre foram as que vinham em pacotes personalizados.

Seleção Brasileira com André Santos na lateral-esquerda e Ronaldinho Gaúcho

Em dez, oito e o mais clássico, o pacote com cinco cromos fazia a festa da galera no recreio do colégio. Disputas acirradas de bafo e seção de trocas, muitas vezes injustas, fizeram parte de um momento muito especial da vida de colecionador.

O álbum da Copa 2010

Além dos álbuns do Brasileirão, para a minha geração o ápice sempre foi colecionar (e completar, senão significaria uma derrota imensurável) os álbuns da Copa do Mundo. Para mim, abrir o álbum completo da Copa de 94, ano do Tetra, sempre trará lembranças recompensadoras.

Álbum da Copa de 94, esse eu tenho completo

Nunca fui um viciado nesse passatempo, mas nenhum caso supera o que aconteceu em Santo André, no ABC Paulista nesta quarta-feira, dia 21. Por volta das 23h30m, cinco ladrões armados invadiram um dos postos da distribuidora Treelog, renderam trinta funcionários por meia hora e levaram 135 caixas, com mil figurinhas em cada uma, que deveriam abastecer as bancas de revista da região, de acordo com as informações da empresa. O preço de custo de cada pacote, cada um com cinco figurinhas, é de R$ 0,75, totalizando um prejuízo de pouco mais de R$ 20 mil.

É claro que estas figuras irão pro mercado negro, limbo antes ocupado apenas pelas malditas figurinhas repetidas. Mesmo assim, esse fato demonstra o tamanho fascínio que as pessoas têm pelo produto, já que o retorno financeiro é certo. E o sucesso é tamanho nesse ano, que as bancas do centro do país estão em falta, tamanha é a procura por parte destes obstinados.

A áurea que envolve especialmente a Copa do Mundo só serve para potencializar um passatempo, que ganha ares de decisão (completar o álbum), coisa que só acontece de quatro em quatro anos.

O técnico Dunga vai anunciar no dia 11 de maio, exatamente um mês antes do seu início, os 23 jogadores da seleção brasileira que disputarão a Copa do Mundo da África do Sul. A convocação acontecerá às 13h em um hotel do Rio de Janeiro. O treinador concederá uma entrevista à imprensa após anunciar a lista.

Nesta quinta-feira, Dunga descartou incluir qualquer surpresa na convocação para o Mundial, que acontecerá de 11 de junho a 11 de julho. Convicto em manter a equipe que no ano passado conquistou a Copa das Confederações e terminou em primeiro lugar nas eliminatórias sul-americanas da Copa, Dunga afirmou que está com a “consciência tranquila” para o anúncio dos atletas.

O Blog Histórias da Copa do Mundo adiantou a provável lista que Dunga apresentará nesse dia. Em post publicado no dia 2 de março, esses eram os nomes:

Goleiros: Julio Cesar, Doni, (Victor ou Gomes)
Zagueiros: Lúcio, Juan, Luisão e (Tiago Silva ou Alex)
Laterais: Maicon, Daniel Alves, Michel Bastos e (Gilberto ou Marcelo)
Volantes: Gilberto Silva, Felipe Melo, Josué, Ramires e (Kleberson ou Hernanes e corre por fora Lucas)
Meias: Kaká, Elano e (Julio Batista ou Ronaldinho Gaúcho e corre por fora Carlos Eduardo)
Atacantes: Luis Fabiano, Robinho, Adriano e Nilmar

Senão vejamos. Os escolhidos para o gol, a zaga e o meio-campo devem ser os mesmos. A única dúvida fica por conta do ataque. Com Neymar arrebentando dentro de campo e Adriano fora dele, é possível que o príncipe da Vila desbanque o senhor da favela.

O Brasil está no Grupo G do Mundial ao lado de Coreia do Norte, Costa do Marfim e Portugal.

Nesta sexta-feira, dia 26 de março, os organizadores da Copa do Mundo fizeram uma grande festa de inauguração do principal estádio que abrigará os jogos mais relevantes deste Mundial, em Joanesburgo.

Jogo Inaugural no estádio Soccer City

Foram várias “peladas” disputadas entre vereadores da cidade e ex-jogadores. A bola rolou pela primeira vez no palco da primeira partida e da grande final do torneio.

O estádio manteve apenas sua estrutura, mas passou por uma reforma que o transformou em um dos mais belos e modernos do mundo. No total, vai receber oito partidas do Mundial, incluindo a partida da primeira fase entre Brasil e Costa do Marfim.

Público foi menor do que o esperado

Em seu primeiro evento, o Soccer City recebeu apenas cinco mil espectadores, abaixo da expectativa inicial dos organizadores que era de 30 mil. Os torcedores eram, em sua maioria, funcionários públicos e operários que participaram da construção do estádio. A arena foi aberta parcialmente apenas para testar o acesso do público, a segurança e instalações como os banheiros.

Todos os preparativos visam testar a segurança e a funcionalidade do estádio, para que ele esteja pronto daqui a 77 dias, em 11 de junho, quando a África do Sul encara o México na abertura do Mundial